Porque não ter um indígena presidente da Funai em 2016 no governo Temer, nem de brincadeira.


 

 

Pensar-fora-da-caixa2

Olá parentes, estamos em um cenário horrível, momento conturbado politicamente e economicamente, hoje só colocariam um indigena lá primeiro pra calar a boca do movimento. o #OcupaFUNAI é um ato indigena certo, não é ação indigenista não vem de CIMI, FUNAI, ISA etc vem dos povos indígenas, não veio só da APIB vem da população indigena este ato, isso é autonomia política indígena para ter como exemplo.

Quem temos hoje para compor um governo com PMDB, pois tem que ser do governo atual ele não colocarão indigena ligado a partido de esquerda e nem “especialistas” tão mesmo técnico, o cargo de presidente da FUNAI ou de qualquer outra autarquia, fundação e primeiro escalão e é estratégico ao governo, pois o assunto terra, mineração, madeira, extrativismo de minério, águas, estão dentro das terras indígenas maioria alem de campos onde eram florestas, cerrado, sertão, pampas etc estão em locais sagrados indígenas ou territórios o Opor e termos que colocar um indigena para ser usado pelo atual governo, como cala boca e massa de manobra contra nós neste momento Imagina um indigena do porte de Ailton Krenak presidente da Funai?

Só uma imaginação , pois não rola mesmo, o caráter e tipo de pessoas que é não entra neste joguete baixo (ainda bem).

Eu adoraria tem qualidades, potencial, é articulado com todos os povos não é etnocentrista não pensa só no povo dele etc, mas não seria ideal com tipo de governo atual pois iria toli ele oprimir politicamente iria negar tudo a lele ex: o indígenas vão ao presidente ele diz que sim e o governo federal diz que não se vc pediu ao parente ele vai responder que não e sempre, ai vão dizer olha quando era branco era melhor não quero dizer que branco seja bom sim que vão colocar contra nós mesmo os parentes indígenas, pois estarão preso as demanda do governo atual.

O post no meu perfil pessoal no Facebook | 15 de julho de 2016 as 18:38

“Indicar indigena pra presidente da Funai é a maior estupidez que se possa fazer neste cenário político brasileiro é queimar curriculum quem tem caráter. Teremos o movimento indigena contra o indigena, fácil fácil.

Jogar e para quem sabe a regra do jogo,se não sabe não entra, olha distante veja quem esta manipulando as cordas do boneco e aprenda.

Agora se o movimento INDÍGENA e as organizações legais representativa juridicamente e as representações indígenas concordarem, eu desejo boa sorte, pois vão ate precisar de milagre, mais do que sorte, sera mais fácil andar sobre as águas, água virar vinho, fazer os mortos voltar do que gestar este caos que estão tentando nos empurra via militar ou via indigena empacotado, mas estarei olhando de fora o show dos bonecos e o poder do golpe brasileiro.“

Agora se algum indigena quiser o cargo em vacância a presidente da Funai saiba que pagara caro por isso, neste momento em outro momento politico quem sabe não teremos sim e claro minha fala mude e com carinho e atenção sim pra termos um presidente indigena na Funai, onde não tem influencia do Governo do Executivo, Legislativo e Judiciário é por isso que nossas demanda não avançam mesmo quando a gestão da Funai e mais ou menos, este poderes nos barram sempre.

Esta é minha explicação resumida aos parentes, agora se tivesse na Funai um CEO “CEO é a sigla inglesa de Chief Executive Officer, que significa Diretor Executivo em Português. CEO é a pessoa com maior autoridade na hierarquia operacional de uma organização. É o responsável pelas estratégias e pela visão da empresa.” Neste caso uma Fundação Anápuáka atuaria diretamente com um conselho de diretores indígenas de cada região do Brasil, representando os povos da região, não para competir sim para representar as demandas regional dos povos ex: Sul. Sudeste, Centro Oeste Norte e Nordeste.

Com cargos não renováveis para o indivíduos indígenas período de 2 anos e remunerado e por eleição regionais em consenso. Assim teríamos a presença indigena na gestão da Funai em alto escalão e colegiada. Por períodos onde até o CEO seja contratado caso não cumpra a sua metas estratégicas. as Eleições indigena não seja no mesmo período da eleições de estado de 2 em 2 mas sempre so fim de um governo e no primeiro do outro governo assim não ficaríamos refém dos governos.

Esta é a explicação com também é uma sugestão.

Anápuáka Muniz Tupinambá Hã hã hãe

Anúncios

Um comentário sobre “Porque não ter um indígena presidente da Funai em 2016 no governo Temer, nem de brincadeira.

Deixe seu comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s